Entrevista com Professor Duarte
15 de Maio de 2017
Lançamento do livro Faca Amolada
1 de junho de 2017

Lean Manufacturing

O que é Lean Manufacturing? Como começou?

Lean Manufacturing é uma metodologia de Melhoria de Processos desenvolvida inicialmente pela Toyota. Essa metodologia se chamava Sistema Toyota de Produção.

Essa metodologia, com a grande evidência de sucesso do crescimento da Toyota no mundo, inicialmente foi sendo ¨copiada¨ pelas outras montadoras de automóveis. Depois essa metodologia, já com o nome de Lean Manufacturing, passou a fazer parte dos processos de melhorias de outras manufaturas, de qualquer tipo de produto ou forma de produção. Finalmente, Lean passa a fazer parte também dos sistemas de melhorias de bancos e hospitais, e se expande para o mundo administrativo e de serviços;

Quais são os Princípios de Lean?

Lean se baseia na Redução de Desperdícios como forma de trabalhar, e segue alguns princípios. Os Princípios de Lean são: Valor, Cadeia de Valor, Fluxo Contínuo, Puxada e Melhoria Contínua.

Valor significa que é necessário entender o que é Valor para o nosso cliente. O que o nosso cliente está disposto a pagar pelos nossos produtos ou serviços? O que é valor para ele? Qualidade, atendimento, durabilidade, preço?

Cadeia de Valor significa que para melhorarmos um processo, seja ele de manufatura ou de serviços, é necessário que entendamos esse processo, saibamos qual é a cadeia de eventos dele, para podermos identificar os desperdícios ali presentes.

Fluxo Contínuo significa que os processos não podem ser interrompidos por atividades que não agregam valor.

Puxada significa que as atividades de um processo só devem ser realizadas quando o cliente, interno ou externo, solicitar que isso seja feito.

Melhoria Contínua é a constante busca da Perfeição. Hoje melhor que ontem.

Quais são os 7 Desperdicios de Lean?

Movimentação desnecessária, Transporte de materiais desnecessário, Estoques desnecessários, Processos desnecessários ou ineficientes, Espera ou interrupção de um processo por uma atividade que não agrega valor, Perdas ou Retrabalho, Superprodução, ou produzir algo a mais ou antes do que o cliente necessita.

Quais são as principais Ferramentas utilizadas para Implantação de Lean?

Mapa de Fluxo de Valor, ferramenta que analisa o processo de uma maneira sistêmica, desde os fornecedores até os clientes, passando pelo fluxo do material pelas etapas do processo e suas características, levantamento dos estoques, planejamento e fluxo de informações, abastecimento e entrega. Essa ferramenta é utilizada para entendimento do processo e identificação de desperdícios para posterior Melhoria.

5S, ferramenta que começa a padronizar atividades em um processo, que trabalha na organização do processo visando aumento de produtividade.

Implantação de Fluxo Contínuo, que busca identificar interrupções nos processos. Análise de layout, redução de tamanho de lote e outras técnicas são usadas para isso.

Trabalho Padronizado, que não significa o “engessamento” das atividades de um processo, mas sim a definição de uma base, estudada e analisada, que servirá de referência para identificação de melhorias num processo, identificação feita quando surge alguma coisa que está fora do esperado pelo padrão definido. Análise do Produzido contra o Esperado (padronizado).

Balanceamento de Operações, que usa a medição de tempo das diversas etapas também como ferramenta do entendimento dos processos. Com base no que o cliente “compra” ou requer, e com base na análise dos tempos dos processos, é possível fazer uma otimização do número de pessoas em um processo, sempre focando na aplicação de melhorias a esse.

Produção Puxada, ou supermercado, técnica que define um estoque controlado que tem como parâmetros a demanda do cliente, o número de setups, o tempo de reposição dos estoques e quais os possíveis imprevistos que podem acontecer. Essa ferramenta agiliza resposta aos clientes e reduz o tamanho do estoque.

Redução de Tempo de Troca de Ferramentas (setup) é ferramenta que visa aumento de capacidade e aumento de flexibilidade através da redução do tamanho dos lotes.

Onde e por quem Lean pode ser aplicado?

Lean tem sido aplicado em processos que geram produtos ou serviços, em todos os tipos de manufaturas, em logística, em bancos, em hotéis, em tribunais e escritórios de advocacia, em hospitais, laboratórios e clínicas de saúde, etc.

Podem estudar e aplicar Lean todas as pessoas envolvidas nesses processos de manufatura ou serviços: engenheiros, administradores, médicos, advogados, etc.

Principalmente, Lean alavanca a eficiência e reduz custos, meta de todas as atividades de negócios de manufatura e de serviços.

 

MÁRCIO D´ÁVILA RIBEIRO

Pós-Graduação em Gestão da Produção – UFSCar – SP. Graduação em Engenharia Mecânica – UNICAMP. Advogado pela UNAERP – OAB nº 180293. Carreira desenvolvida em empresa manufatureira norte-americana de grande porte, nas áreas de Produção e Processos e atuando nos últimos 9 anos na área de Lean Manufacturing e Six Sigma, com grande experiência em ministrar treinamentos dessas metodologias, inclusive em outras empresas (Electrolux, Abzil, Servimed, entre outras).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *